Todo evento Fashion Week tende a ser um show de surpresas e novidades, e desta vez não poderia ser diferente. Durante a Semana da Moda em Paris, que aconteceu do dia 26 de fevereiro até 05 de março, foi apresentado ao mundo muito estilo, tendências, homenagens e desfiles inesquecíveis.
Durante a semana da moda parisiense, foi possível observar que ao realizar pequenos ajustes é possível transformar seu look outono/inverno. Além disso, diversas marcas mostraram para o mundo da moda suas novidades, e abaixo segue uma lista de alguns dos diversos desfiles incríveis que ocorreram:

Oxford Studios

Na PFW 2019, 13 designers globais da Oxford Fashion Studio trouxeram para a passarela peças inspiradas na ópera sustentável, pois para alguns designers, os têxteis e a moda podem promover um bom diálogo.
Os designers também investiram no estilo vanguarda, indo do bricolage ao novo romântico. Tudo isso construído por vários tecidos étnicos importados, resultando em um show de cores e estilos.

Lacoste

Desta vez, a Lacoste contou com uma paleta de cores retirada de uma quadra de tênis, desde a grama verde até a cor barro, os tons brancos e amarelos. A responsável por trazer de volta às raízes da marca fundada por René Lacoste em 1933 é a estilista britânica Louise Trotter.
Trotter fez com que as tradicionais camisas polo ganhassem releituras contemporâneas e com cara de prêt-à-porter, que, como foi citado anteriormente, foi inspirada pela estética do tênis e pelas necessidades modernas urbanas do mundo. Onde pullovers e a alfaiataria minimalista foram marcados como exemplos dessa volta às raízes.

Miu Miu

Desfilando no último dia da Paris Fashion Week 2019, Miu Miu apresentou capas longas e estampas camufladas, trazendo tendências para o outono/inverno seguindo suas próprias regras, aproveitando estampas contrastantes, lenços sobre as modelos e combinações de estampa verde-terra com jaquetas de tartan.

Chanel

O desfile mais esperado da Semana de Moda de Paris aconteceu carregado de emoção, onde Chanel prestou sua última homenagem ao gigante da alta-costura, Karl Lagerfel, diretor artístico da casa por 36 anos, com um minuto de silêncio, e o encerramento do desfile ao som de “Heroes”, de David Bowie.
Na passarela, Cara Delevingne abriu o evento, onde o branco dominou a última coleção assinada por Karl Lagerfeld. Além disso, toda a execução da alfaiataria foi impecável, na forma de pantalonas de cintura alta e mantôs em pied-de-poule, xadrez e carreaux, que também tornaram-se estampas digitais nos vestidos.

Flying Solo

 

Flying Solo apresentou uma belíssima coleção com curadoria de 36 designers de todo o mundo. A apresentação contou com coleções de roupas, acessórios, jóias e sapatos, que ofereceram algo para todos os gostos, desde macacões metálicos sonhadores de Daniel Silverstein a vestidos de noite embelezados com pena e a aparência perfeita do tapete vermelho de Maria Sonia.
O desfile de fato deu a plateia uma verdadeira janela para os looks de todos os cantos do mundo.

Louis Vuitton

Seguindo a tradição encerrando a Semana da Moda de Paris com um desfile de outono/inverno 2019/20, o diretor criativo Nicholas Ghesquière se inspirou nos anos 80 ao fazer esta coleção, pois ele resgatou a influência das silhuetas exageradas e o grafismo geométrico.
Além disso, a Ghesquière misturou florais retrô com peças de aparência moderna. Onde a extravagância nas formas, ombreiras e babados bufantes trouxeram um ar oitentista. Porém o estilista apostou em formas mais discretas, em comparação à temporada anterior.

Valentino

O amor tomou conta da coleção da Valentino, onde poemas distribuídos a plateia assinados por Greta Bellamacina, Mustafa O Poeta, Yrsa Daley-Ward e Robert Montgomery, apareceram escritos nos casacos e no interior das bolsas da marca.
Em parceria com a grife japonesa Undercover, o estilista Pierpaolo Piccioli desenvolveu estampas de rosas e estátuas greco-romanas que se beijavam e formavam lindos quadros em vestidos e casacos. De fato, o desfile foi considerado por muitos um momento poético e romântico na semana da moda parisiense.

Saint Laurent

A marca proporcionou uma experiência diferente ao público este ano, com um desfile apenas sob luz roxa, onde Saint Laurent fez uso da criatividade colocando plumas e escarpins fluo, além de listras em p&b, que devem brilhar muito nas pistas mundo afora.
Sem contar que o visual da coleção remete a casacos superdimensionados sob microvestidos e, vestidos-blazer de abotoamento duplo em vinil. Além de decotes vertiginosos em forma de U, flor e coração que valorizam o busto, e jaquetas com bordados em chinoiserie que se misturavam a calças de couro e meias-calças de poás.

Jeremy Scott

A coleção surpreendeu muitos devido a sua falta de cor, onde todos os itens eram preto e branco, como se fossem um jornal, com exceção de alguns looks que contaram com jeans e azul desbotado.
O tema que Scott escolheu para o desfile foi a respeito de Fake News (Notícias Falsas), e ao lado da artista Aleksandra Mir , foi apresentada roupas com palavras como “escândalo” e “caos” em cristais Swarovski em escala de cinza.
Por fim, o que mais se destacou na apresentação foram os vestidos de festa, com saias de tule em camadas pintadas de seda em padrões de papel de jornal.

E aí, o que você achou das novidades apresentadas ao mundo da moda durante o Paris Fashion Week 2019?
Já pode começar a experimentar as tendências outono/inverno?

Write A Comment