A alta-costura é francesa e atende a um seleto número de fashionistas no mundo todo: aproximadamente 4000 pessoas chamadas de “colecionadoras” podem viver a experiência de consumir peças de luxo exclusivas que são verdadeiras obras de arte. Não por acaso, a “haute couture” parisiense é puro desejo e inspira o mundo da moda com sua exuberância ano a ano.

“Caraman”

A Givenchy homenageou Hubert de Givenchy, fundador da marca falecido este ano, com uma coleção batizada de “Caraman” celebrando sua vida, obra e elegância atemporais.

O retorno de Balmain em 2019

Em 2018, ano em que o estilista Olivier Rousteing assume a Balmain , a grife anuncia a volta às passarelas em janeiro de 2019, depois de 17 anos fora delas. A última vez que a marca desfilou uma coleção de “alta-costura” foi em 2002, ainda sob a direção criativa de Oscar de la Renta.

As grifes do momento

Atualmente, fazem parte da “haute couture” parisiense: Alberta Ferretti Limited Edition, Alexandre Vauthier, Alexis Mabille, Armani Privé, Azzaro, Chanel , Christian Dior , Elie Saab, Fendi, Giambattista Valli, Givenchy, Guo Pei, Iris van Herpen, Jean Paul Gaultier, Maison Francesco Scognamiglio, Maison Margiela, Ralph & Russo, Ronald van der Kemp, Schiaparelli, Sonia Rykiel, Valentino, Viktor & Rolf e Zuhair Murad.

 

Write A Comment